cachorro tomando água no jardim

Água em excesso também faz mal para o seu cão

A gente sabe que o dito popular manda que “água é vida”, e, realmente, poucas sensações são tão prazerosas quanto matar uma sede com um bom copo de água. Com seu cãozinho não é diferente: ele também sente sede e, obviamente, muita vontade de beber água. Mas o que acontece se o seu animal de estimação ingerir muito do líquido em um pouco espaço de tempo? Vem aqui que a gente te conta por que essa não é uma boa uma ideia.

Primeiro: não é para ninguém ficar preocupado se o seu animal está bebendo água. É normal e saudável, o que não pode é ingerir em excesso e em um período curto. Mas o que seria esse período curto?

Como é um líquido de fácil ingestão, a pausa recomendada pelo veterinário Alexandre Rossi, parceiro da AMPARA Animal, é de cerca de 5 minutos. Então, deixe seu animal beber um pouco de água, espere por cinco minutos, e depois o sirva de novo. Essa regra é bem útil especialmente se vocês acabaram de voltar de uma caminhada longa ou de algum exercício.

Essa pausa permite não só que o organismo do animal absorva o líquido, mas também para que ele se acalme e não fique desesperado sempre – essa afobação toda pode causar problemas que podem ser bastante desagradáveis.

E que problemas são esses? Em primeiro plano, o que pode acontecer é que o estômago do animal dilate muito rapidamente. Isso causa um inchaço e, por sua vez, dores abdominais. E ninguém quer que seu cachorro passe por isso, não é?

Mais grave do que uma dilatação, é a possibilidade desse consumo excessivo e rápido cause uma torção gástrica. A torção gástrica ocorre, normalmente, quando o estômago do animal está muito pesado, e isso pode ocorrer por consumo de água ou comida, e ele realiza movimentos muito bruscos, repentinos. E o mais grave é que esse tipo de torção só pode ser resolvida com uma intervenção cirúrgica.

Por conta disso, é muito importante ficar ligado nesses sinais, especialmente se você sabe que o seu animal costuma ser muito ‘ansioso’ na hora de beber água.

Está percebendo algo estranho? Contate o seu veterinário: cuidado nunca é demais, especialmente em situações como essa.