A importância de vacinar o seu animal

Assim como para humanos, a vacinação é extremamente importante para se certificar que animais não sejam contaminados por doenças ou infecções perigosas. A vacina proporciona imunidade sobre uma doença e a criação de anticorpos.

Manter a vacinação do seu animalzinho em dia é essencial para o bem-estar e qualidade de vida dele. Isso afeta e protege não apenas o bicho, mas todos a sua volta, como família e outros animais.

Um filhote não vacinado conta com uma grande possibilidade de não atingir a idade adulta, vítima de uma doença infecciosa. Os adultos, no entanto, correm o risco de adoecerem a qualquer momento caso não tenham a imunidade adequada. Por isso, é necessário levar o animal bem cedo ao veterinário.

O profissional marca o cronograma de vacinação mais adequado para o seu pet, levando em consideração a idade e o lugar de residência. Geralmente, os filhotes costumam ser vacinados antes de completarem nove semanas de vida. Esse cronograma pode variar para cada animal. Por exemplo: 45 dias para cães e 60 dias para gatos.

Doutor, qual a mais importante?

Há algumas doenças que apresentam mais perigo para o seu bichinho de estimação. Abaixo, listamos algumas que podem ser evitadas com o uso da vacina (via Revista Veterinária):

Em cães: Leptospirose, Parvovirose, Hepatite infecciosa, Cinomose, Coronavírus, Parainfluenza e Raiva.

Em gatos: Panleucopenia, Rinotraqueite, Calicivirose, Leucemia Felina e Raiva.

No caso dos cachorros, a principal vacina é a V10, que combate praticamente todas as citadas acima. Ela é conhecida como uma vacina “polivalente”. Ela deve ser aplicada somente por médicos veterinários a primeira vez a partir dos 45 dias de vida em três doses dadas em um intervalo de 21 dias entre uma e outra, após isso a vacina deve ser reforçada anualmente.

Consulte sempre o seu veterinário para saber as vacinas necessárias quando o animal se tornar adulto. Mantenha-as sempre atualizadas e certifique-se que seu pet tenha uma vida saudável e sem perigos.